• 7 August 2017
  • brunafioruci

O Pronto-Socorro Adulto (PSA) do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (HCFMB) alterou o processo de identificação e atendimento de pacientes oncológicos que chegam à unidade.

Com o apoio da Câmara Municipal de Botucatu, que aprovou o Projeto de Lei Municipal nº 21, de autoria do vereador Sargento Laudo, o atendimento a pacientes oncológicos passa a ser priorizado no Pronto Socorro. A equipe de Gestão do PSA considerou várias formas de agilizar o atendimento inicial a esses pacientes, como otimizar o tempo de espera e focar na humanização do atendimento.


Pacientes oncológicos tem prioridade no PSA

Segundo a coordenadora de enfermagem do PSA Priscylla Prado, o objetivo dessa alteração é identificar imediatamente o paciente oncológico em sua chegada, diminuindo seu tempo de atendimento na triagem de classificação de risco e espera do atendimento médico na sala de observação da unidade. “Antes, nosso equipamento contava apenas com o item “atendimento” para a retirada de senhas dos pacientes que aguardavam a triagem. Agora, o equipamento apresenta o item “paciente oncológico”, que possibilita a identificação desse paciente de imediato, priorizando seu atendimento no PSA”, explica.

O vereador Sargento Laudo diz que o sentido da ação não é só melhorar o atendimento, mas promover bem estar a um paciente já fragilizado pela doença. “Acredito que o projeto vai ao encontro do que eu havia conversado com profissionais da saúde da cidade, de promover esta humanização no atendimento público”, afirma.

Superintendente do HCFMB, Dr. André Balbi comenta a medida. “Essa nova forma de atendimento visa mais conforto na espera do paciente, agilizando casos emergenciais e humanizando o atendimento às pessoas diagnosticadas com a doença”, finaliza.

Vivian Abilio - Núcleo de Comunicação, Imprensa e Marketing do HCFMB

Categoria: